A Rita

Foi a biografia da Rita Lee em sua mão que finalmente me fez quebrar o gelo. O serviço de jantar já tinha começado e a tranquilidade ritmada das turbinas logo seria quebrada por ruídos atarefados. Fora um presente de sua mãe e agora entendia porque ela era tão louca por Rita Lee. Contei que a havia conhecido rapidamente num insano backstage após um show em que a cerveja e substâncias menos lícitas rolavam livres como o corpo de Rita. Onde tinha sido o show? A Nova York de outro tempo, não esta para a qual nos dirigíamos. Um lugar em que as biografias eram ainda mais anônimas e onde um vestidinho florido chegava a uma festa, e nunca mais saía. Até hoje não sei como cheguei em casa, mas juro que parecia ser com a roupa da Rita Lee.

[por Daniela Urquidi, 19/03/2019]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: