Silêncio

Já não sei se acordada
ou dormindo,
Sigo por esta estrada com
um passo após o outro,
Sem bem enxergar ou
sentir, marchando no
rumo que sem palavras
se impôs intransigente.
Indiferente ao caminho turvo
algo toca minha mão e
Num estremecimento
Desperto de meu transe.
É tua mão a segurar minha alma,
A me dar a certeza de que
há sopros de alívio e paz
e que é possível ser feliz.
Já não sei se acordada
ou dormindo,
mas por favor faça silêncio:
Há vida nascendo.

 

[por Daniela Urquidi, 06/01/2019]

📷 @moroni.u

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: